Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Minha Vida e Eu

Uma mudança de inicio de ano, mudar para inspirar!

02
Abr18

Partimos à aventura para Marvão

Ana Gomes

20180331_145052.jpg

 

Partimos eram 6:30 da madrugada rumo ao sul... à procura de castelos, paisagens, miradouros, história. 

Rumávamos para o Alentejo... Alentejo profundo a chegar à fronteira com Espanha. Local onde já tínhamos estado em 2007 e decidimos este ano ir de novo agora com os pequenos. 

A meio da viagem perto da Mealhada recordo-me que me esqueci da minha máquina fotográfica, mas nada de grave tirava-se fotos com o telemóvel, prosseguimos viagem. 

De repente... Houston we have a problem!!!! 

Perto de Coimbra lembro-me que me esqueci dos documentos do carro... gravissimo! Toca a sair e entrar em sentido contrário e ir a casa buscar os documentos, lá se foram 2 horas de viagem perdidas... não poderia ir para Marvão sem documentos eram impensável.

 

Chegamos finalmente a Marvão, mais propriamente Beirã, uma pequena aldeia a poucos quilómetros de Marvão onde podemos desfrutar de uma paisagem e calma que nos deixa extasiados.

Hotel? Mas qual hotel em Beirã o melhor mesmo é optar pela Guest House Train Spot... um antigo restaurante da estação Fronteiriça da Beirã, restaurado mas ainda com aquele aspecto antigo. 

Um atendimento surpreendente, super simpáticos, atenciosos e disponiveis! 

Train Spot tem quartos com WC privativo ou partilhado e duas casinhas pequenas ao lado equipadas com uma pequena cozinha, 2 quartos e WC com chão aquecido qualquer coisa do outro mundo. 

Ficamos instalados numa dessas casas e os pequenos adoraram! 

O melhor de tudo é que estamos ali mesmo junto a uma linha de comboios desativada onde os pequenos se divertiram a brincar e explorar. Correram, brincaram e nós sem preocupações deixamo-nos estar sentados no alpendre de casa. 

O facto de poder ver os meus filhos brincarem sem que eu esteja preocupada com carros ou estranhos deu-me a sensação de liberdade, levou-me até à minha infancia.  Vale a pena por causa daquele sossego, aquela paz... aquilo que eu estava mesmo a precisar para descansar a minha cabeça, nem sei bem como pensei ainda na possibilidade de cancelar aquela estadia. 

No dia que chegamos perto das 14 horas não tivemos sortinha nenhuma com o tempo entre abertas, chuva e vento forte acabamos por passar o resto da tarde na casinha a descansar da viagem. E quando digo descansar foi mesmo descanso, o Train Spot não tem TV por cabo, não tem internet na zona das casinhas o que nos deixou sem comunicação com o mundo... o que nos deu a liberdade de estarmos uns com os outros sem haver um tablet ou telemóvel à frente dos olhos. 

 

 

 

 

Segundo dia começa, com os pássaros a chilrriar e toca a abrir as janelas e dá-mos de caras com um sol maravilhoso e o céu azul, um ventinho frio mas que se aguentava bem.

Levantamo-nos e fomos tomar o pequeno almoço, aquele pão alentejano logo pela manhã mata-me. 

Não é um pequeno almoço de hotel 5 estrelas mas um pequeno almoço muito bem servido e com variedade, desde o pão, compotas, queijo e fiambre, sumo, água, iogurtes, leite normal e leite de soja e o belo do café! 

Eram 9:30 da manhã quando nos metemos no carro e seguimo em direcção ao Castelo de Marvão.

Paramos o carro junto à muralha da parte de fora e fomos a pé até ao castelo, os pequenos encantados por poderem andar nas muralhas e verem a paisagem. 

Chegamos à porta e temos uma bilheteira, fiquei surpreendida pois 11 anos antes não tinhamos pago bilhete. Mas afinal era por uma boa causa queriamos ver o castelo e não foi 1,50 € de bilhete que nos impediu. Um valor simbólico a meu ver que os ajuda e muito a manter o castelo.

Está lindo, bem conservado e aquelas vistas valem bem a pena! 

Os pequenos e o pai subiram à torre, já que a mãe não acha piada às alturas. 

Acabada a visita ao castelo e depois de um pequeno descanso num jardim de Marvão decidimos visitar a cidade romana de Ammaia. 

Uma cidade construida I a.C. com uma perfeição arquitectónica incrivel. 

Para entrarmos e visitarmos o museu e as ruinas temos de pagar 3.00 € por cada adulto sendo que os pequenos até aos 12 anos não pagam.

Entre moedas, pratos de barro, vidro, pedras e pilares demos por nós sentados numa das salas a ver um video informativo sobre como foi construida a cidade romana e o que poderiamos ver no exterior. 

 

 

 

Hora de almoço, o mais novo cansado de tanto andar e ver, pusemos pés ao caminho para Castelo de Vide a ver se arranjavamos um local para almoçar, entramos naquela estrada onde as árvores se tocam no topo. 

Chegados a Castelo de Vide procuramos local para estacionar perto de um restaurante já que os pequenos estavam a dormir, sem sucesso lembramo-nos que a caminho da Guest House existia um sanck Bar com um pequeno restaurante por trás, pés ao caminho que se faz tarde e vamos nós até Beirã para almoçar. 

Nota importante neste local não contem em serem servidos rapidamente porque ali não é isso que acontece. 

Ao fim de 2 horas de lá estarmos saimos de barriga bem cheia do pão alentejano, sopas, secretos de porco e migas, para além da sericaia e os cafézinhos. 

A tarde foi passada a descansar já que os pequenos não aguentavam nem mais uma caminhada.

 

A tarde foi passada entre passeios pela linha de comboio, brincadeiras, leituras e descanso.

 

 

Domingo de manhã foi hora de acordar para regressar ao Porto. 

Lá nos despedimos daquela paz e paisagens e seguimos até ao Porto.  

Um final de semana pequeno mas que valeu bem a pena e claro está é para repetir. 

 

MARVÃO:

Onde Ficar:

Train Spot Guest House

 

Onde Comer: 

- Sabores de Marvão

- Preço médio por pessoa: 15.00 €

 

O que visitar:

- Castelo de Marvão

- Ermida de Nossa Senhora da Penha

- Cidade Romana de Ammaia

- Castelo de Castelo de Vide (infelizmente muito mal conservado)

- Centro da Vila

- Fonte da Vila

- Muralhas

  

Visitem Marvão porque vale a pena.

 

15
Mar18

Conversa fiada Kids#20

Ana Gomes

Ontem quando fui buscar os pequenos à avó vinha no carro em conversa com eles.

Vinha então a questionar os pequeno sobre o dia de escola até que me sai esta bela pergunta:

"Vocês viram a chuva, trovoada e vento hoje? Era a tempestade Giselle!"

Logo de gás ouço a resposta de um deles...

"Mãe choveu granito!" 

Ainda parei para pensar, mas sai-me uma resposta à moda da Ana...

"E não apanhas-te uns quantos de uns blocos, podiam assim abrir uma empresa e transformar o granito que caiu do céu em balcões de cozinha!"

Começamos todos a rir... 

 

 

Mas não fico por aqui, hoje de manhã a caminho da escola ia a dizer ao mais novo que logo ao final do dia era dia de banhoca e ouço o pequeno A. a responder-me:

"Não quero ir para a banheira! Os crocodilos entram lá dentro!"

What??? Crocodilos na banheira??

"Só entram se conseguirem tocar à campainha de casa e alguém lhes abrir a porta, mas como eles têm uns bracinhos pequeninos não coneseguem chegar às campainhas! Já viste que eles são baixinhos como é que iam entrar na banheira?!"

Acho que deixei o pequeno A. a pensar nisso! 

 

 

13
Mar18

Os Filhos

Ana Gomes

Na semana passada escrevi um texto sobre Os Filhos, cheguei ao fim e rematei com o sentimento Amor e que fiquei a conhecer verdadeiramente depois de ter os meus pequenos. 

 

Logo depois ao ler os comentários de quem me segue surge-me a pergunta mas afinal quais os sentimentos que os filhos despertam em nós para além do amor e assim surgiu esta listinha. 

 

Felicidade de os ver crescer.

Preocupação quando estão doentes, tristes ou com problemas.

Alegria de os ver sorrir só porque conseguiram atingir os seus objectivos. 

Ansiedade de quando vão a algum lugar com terceiros ou ficam em casa dos amigos! 

Orgulho de ver que crescem saudáveis e se tornam seres humanos.

Tristeza porque acabaram por "perder o amor da vida deles" naquele momento.

 

Mas para mim acima de tudo isto está o AMR!

 

E depois há aquele orgulho, felicidade e amor todo misturado só por ver as carinhas larocas dos pequenos a sorrirem! 

 

Desculpem mas os meus são lindos! 

IMG_2421.JPG

 

09
Mar18

Pensamentos e outras coisas assim... #1 Os Filhos

Ana Gomes

IMG_2410.JPG

 

 

O baby boom dos blogs está a crescer a olhos vistos, ou há grávidas, ou já nasceram! 

Uns bébés já com alguns mesinhos, crescidinhos e a conhecer o mundo, outros ainda pequenos a começar a longa vida de aprendizagem! 

Pois bem mas eu não estou aqui para vos informar que estou grávida NÃO! 

Simplesmente venho cá para de alguma forma desabafar (como é meu costumo) sobre uma estupidez que me veio à cabeça! 

 

Ora pois muito bem, maioria das mamãs e papás destes blogs são pais de primeira viagem (ok há excepções eu sei)... mas continuando... estava eu a ler as peripécias dos pequenos daqui quando pensei na minha vida como mãe de primeira viagem! 

Epá ou eu tive muita sorte ou o meu filho é um Santo! Sim ele ainda hoje é um sossego!! 

Sim minhas queridas mães e pais eu dormi sempre a noite todinha, a criança não acordava sequer para mamar, ao fim de semana era só coloca-lo na nossa cama e o rapaz ficava connosco a dormir até ao meio dia! 

Eram tardes de filmes sem sermos interrompidos, jantares de amigos, saídas a 3 em que a criança nem se ouvia! 

Podia ter ficado só por um... podia! Mas não era a mesma coisa! 
Afinal eu não sabia o que eram noites sem dormir porque o bébé estava doente, eu não sabia o que eram queixos ou cabeças abertas e ter de o levar ao hospital para levar pontos. 

Mas mesmo assim arrisquei e fiz mais um bébé! 

 

Mais um rapaz, a nascer na altura do irmao... boa vou poupar em roupa fixe! Mentira!!!! O rapazola nasceu com 54 cm (mais 3 cm que o irmão) e com 4.5 Kg (mais 800g que o irmao)... e a roupa que tinha de 1 mês que achava que dava já era... toca a vestir roupa 3 meses.

Até aos 6 meses foi um mar de rosas, mamava bem, adaptou-se bem a sopas e papas... mas a partir dos 6 meses foi o meu abre olhos! 

Comecei por saber o que é passar noites a fio acordada com uma criança doente a chegar aos 40ºC de febre... ter de o tirar da cama dar-lhe banho para baixar a febre. 
Fiquei a saber o que é correr para as urgências de 15 em 15 dias porque o pequeno ora estava com uma otite ora estava com problemas nos bronquios. 

Comecei a perceber a verdadeira sensação de falta de "paz" porque o rapazola é um atrevido e aventureiro e asneiras é com ele! 

Resumindo foram 5 anos com várias otites (perdi a conta), 2 bronquiolites agudas, 1 infecção pulmonar, menos 2 unhas (uma da mão outra do pé), algumas cabeçadas e pelo menos 3 raios X. 

 

Mas sabem o melhor disto tudo?!

Foi assim que fiquei a conhecer o verdadeiro significado da palavra AMOR

Amor é quando nascem os nossos filhos, isso é o verdadeiro amor! 

É saber que temos ali amigos de verdade para a vida toda.

 

05
Mar18

Planear a viagem

Ana Gomes

Sim... isso mesmo! 

Quem me conhece sabe que planeio ao pormenor tudo e com alguma antecedência e daqui até à data vou revendo os pontos todos. 

 

Mas hoje a coisa até corria bem, era fácil pensar no que levar, como e onde até me ter lembrado de enviar um email a pedir informação ao local onde vamos ficar. 

Até aqui tudo bem... mas quando olhei para o email da reserva e vi as datas comecei a rir-me... eu planeava uma viagem para 3 dias/2 noites, mas afinal a viagem é de 4 dias/3 noites! 

Ó meu Deus ia-me esquecer de comida para mais um dia... um jantar ia ficar pelo caminho. 

 

Decidimos que esta seria uma viagem diferente, longe dos luxos de um hotel, mas com as comodidades necessárias. 

Decidimos que temos que começar a fazer mais viagens onde as tecnologias não entrem nas nossas vidas por uns dias, locais onde possamos brincar com os pequenos, jogar jogos, divertirmo-nos em família sem que eles se aborreçam porque não têm o tablet.

 

A viagem vai ser diferente de tudo a que estão habituados... no ano passado fomos para os Yurts em Fiães do Rio (Nomad Planet), onde recarreguei baterias para conseguir chegar ao verão sem muito stress. 

Este ano decidi fazer o mesmo e vamos a outro local de uma beleza imensa, visitar e conhecer, mostrar aos pequenos os tesouros de Portugal.

 

Logo de inicio a viagem será diferente até porque não iremos parar em restaurantes de beira de estrada ou areas de serviço para almoçar... decidi que iremos parar numa estação de serviço ou parque de descanso daqueles da auto estrada para fazermos um piquenique a partir daqui será a aventura total.

 

Aguardem por novidades porque elas chegarão! 

 

Twitter

instagram

Blogs de Portugal

Parcerias

Desafio de Leitura

Leituras & Livros

Bloglovin

Follow