Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Minha Vida e Eu

Uma mudança de inicio de ano, mudar para inspirar!

16
Nov16

Há 7 anos atrás...

Ana Gomes

Por esta altura estava eu sentada na sala de espera do bloco de partos do Hospital Pedro Hispano à espera de entrar para consulta.

Ansiosa que chegasse o momento de iniciar o parto. Sim, isso mesmo iniciar! 
Ao fim de 41 semanas a criança não queria sair, estava frio cá fora mas um dia de sol lindissimo! 

Estava eu com mais 30 kilos em cima, com umas pernas e os pés super inchados mas com uma vontade enorme de conhecer aquele ser pequenino que estava dentro de mim e que me fazia ama-lo incondicionalmente mesmo antes de o conhecer.

Foi uma gravidez calma sem precalços, trabalhei até ao fim e no dia apresentei-me no Hospital para iniciar a medicação.

10:30 da manhã sou chamada para os consultórios, dão entrada de nós no sistema e lá começa a viagem! Medicação para dilatar e muito caminhada! 

Passei um dia calmo até ao final da tarde, entre caminhadas, exames e afins andei bem! 

Jantei e pelas 20:00 começaram as contrações! Uma dor que vinha da parte de baixo da barriga e só parava na zona dos rins! Uma dor que me fazia esticar por todos os lados, mas que me trazia felicidade! Era sinal que o meu bebé estava perto, quase na horinha do o conhecer.

Medicaram-me para as dores, sim, porque ainda não tinha dilatação suficiente para que tudo fosse feito por parto normal.

As dores acalmaram e lá me deitei e dormi.

4:00 da madrugada sou acordada novamente por uma forte vontade de ir à casa de banho, uma vontade enorme de puxar! 

Chamei a enfermeira que colocou as cintas e fez o exame e manda-me directa para o bloco! 

Lá entro eu no bloco, sozinha! Sim, não estava nem com o marido nem com a mãe. Eles não podiam ficar comigo no internamento por nada! 

Perguntei se teria que ligar ao marido a avisar ao que a enfermeira simpaticamente me diz "tenha calma, deixe o pai dormir, a criança só nasce depois das 8h da manhã!" 

Mesmo assim mandei mensagem à minha mãe a informar que estava no bloco mas que só a partir das 8h da manhã é que era provavel a criança nascer. 
Foi-me dada epidural e deixaram-me novamente ligada às cintas e mandaram-me descansar! 
Adormeci de novo, acordei com a minha mãe a entrar no bloco para estar comigo, já que o marido "passou a pasta". 

Estava eu ansiosa que o rapaz chegasse.

 

Twitter

instagram

Blogs de Portugal

Parcerias

Desafio de Leitura

Leituras & Livros

Bloglovin

Follow