Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Minha Vida e Eu

Uma mudança de inicio de ano, mudar para inspirar!

20
Jul18

Não tenho sortinha nenhuma...

Ana Gomes

Eu adoro compras online pelo simples facto de odiar meter-me me shoppings, ruas cheias de turistas ou algo que se pareça.

Vocês perguntam-se como faço compras de supermercado? Simples... não faço e quando o faço vou à loja online tudo o resto é comércio tradicional. 

Mas o meu problema prende-se com 2 encomendas online que fiz em 2 sites distintos em que sou cliente habitual. 

 

Primeiro caso

Ora pois bem dia 11/7 comprei umas alpergatas de uma marca conhecida e como sempre fiz pedi envio para o trabalho e dediquei-me a esperar. 

Passou uma semana desde o pedido e encomenda nem vê-la, decidi então enviar email ao apoio ao cliente a questionar o que se passava. 
Sexta dia 20/07 chego ao trabalho e dou de caras com um email de resposta a informar que o material que pedi está esgotado... PORRA mas uma semana para descobrir que não têm aquele modelo, naquela cor e naquele tamanho demora uma semana??? 

Lá enviei um email e pedi a troca por outro par que me tinha até agradado aos olhinhos e pedi que me enviassem com urgencia até dia X pois a partir daí não teria interesse já que era um presente de aniversário... (Entenda-se que esta é a desculpa que utilizo sempre)

Agora estou aqui à esper a ver se recebo a encomenda.

 

Mas como uma desgraça nunca vem só...

 

Segundo Caso

Compro livros online... porque como sabem detesto compras presenciais e aqui porque o marido trabalha numa empresa do grupo onde compro os livros e assim não pago os portes pois o pedido é enviado internamente. 

Fui eu dia 18 às comprinhas online, porque precisava de comprar um livro para oferecer... sim aqui é verdade! 

E decidi comprar um para mim para levar nas férias para ler. 

Pesquisa atrás de pesquisa fui ver os meus favoritos que estão por lá para comprar guardadinhos na area de cliente e pimba encontrei o que queria. 

Efectuei a compra, informei o maridão que iam chegar os livritos e toca a esperar. 

Ontem lá vem o marido com os livros na mão, eu feliz embrulhei o que é para oferecer e fui até à estante dos livros quando olho para baixo e dou de caras com aquele livro mas em formato de bolso! 

Ora porra já o tinha comprado mais pequeno para levar, mas já foi algum tempo numas promoções que houveram no site era hora de ir ao site e pedir a troca. 

Registei o pedido de troca como manda no papel, fui ao email para imprimir o PDF que enviam para podermos mandar com o livro para trás e.... NADA!!! 

Simplesmente consta lá o link para o PDF mas não dá! WHAT??!?!?!

Chamei o marido e ele diz-me calmamente "se calhar só amanhã poderás imprimir devem estar ainda a processar!" 

Ok fiquei mais descansada... o rapaz liga-me no dia seguinte de manhã depois de chegar ao trabalho e diz-me que não consegue abrir. 

Ana pensa com calma e clareza... loja online tem serviço de apoio ao cliente.

Lá fui pesquisar, mandei o email a reportar a situação e agora resta-me esperar.

 

Está visto compras online esta semana não posso fazer mais... ops acabei de fazer uma de supermercado e agora??? 

 

17
Jul18

O que fazer?

Ana Gomes

O que fazer quando vimos no carro de manhã a ouvir a Comercial e aquela malta fixe que nos deixa logo bens dispostos pela manhã... começa a música da Jessica Beatriz e eu como fã destas musiquinhas do Vasquito comecei a cantar. 

O meu filho mais novo diz-me:

"Mãe por favor cala-te!"

E eu que pensava que cantava bem, mas pelos vistos o mais novo não gosta de ouvir.

Peço desculpa às manhãs da comercial, mas o pequeno adora as vossas músicas o que ele não gosta é que a mãe as "assassine" com a sua voz de rouxinol! 

12
Jul18

porque eu tenho a melhor agência de viagens...

Ana Gomes

ora pois bem venho falar-vos da MINHA agência de viagens! Ok não é minha porque não sou proprietária dela mas podia ser.

 

Ora vamos lá... como vocês sabem eu marco as férias com um ano de antecedência por causa dos valores que se consegue um ano antes. 

Tal aconteceu em 2017 assim o fiz mal cheguei das férias procurei, marquei e pronto. 

Desde sábado quando soube que o pequeno tinha alergias e por recomendação médica necessitava de praia regularmente fique a pensar "que estupidez a minha marcar as férias assim tão cedo e já as ter pago! Agora que me dava jeito aquele hotel que nós tanto gostamos e onde já estivemos mesmo em cima da praia!" sim o que tinha marcado ficava a uns escassos quilometros mas iria-me obrigar a tirar o carro coisa que sinceramente não queria. 

Estava aqui sentada sem nada para fazer (como quem diz) e lembrei-me de enviar um email à agência de viagens a pedir a alteração do hotel Y para o X caso fosse possível. Imaginando eu que isso seria quase quase um milagre sabendo que o hotel X é o mais desejado daquela zona por todos os motivos possiveis e imaginários. 

Estava eu muito descansadinha ao telefone com o marido a falar sobre este assunto e vejo uma chamada a cair-me no telefone... olhei bem para o número e praticamente despachei o marido para atender a agência de viagens já sem qualquer esperança.

Do outro lado ouço a voz simpática (como sempre) da S. em que me diz "Ana está confirmado, mas só o conseguiu porque é cliente habitual do hotel X!" 

Fiquei eufórica podia ir à praia sem tirar o carro da vaga, podia usufruir de tudo e ir mesmo ter com os meus pais pela praia ali a 20 minutos de mim! 

Matar saudades de um hotel onde os pequenos cresceram, que eles tão bem conhecem, onde todos os funcionários sabem quem nós somos! Ah é tão bom noticias destas! 

Foram 3 anos... sim 3 anos seguidos no mesmo hotel, passamos de tudo por lá desde explosões nas instalações às 4h da madrugada que obrigou a evacuação do hotel todo até às 8h da manhã mas onde todo o staff gentilmente cedeu comida, cobertores, camas da piscina para os miudos. 

Foram 3 anos onde às 2h da madrugada disparou os alarmes de incêndio numa zona só do hotel! 

Foram 3 anos a ver os animadores, as mesmas actuações, as mesmas pessoas. 

Foram 3 anos maravilhosos e que só no ano passado percebi que realmente não vale a pena mudar, mas este ano tinha caído na asneira de mudar de novo. Lá ia eu de novo para um hotel diferente, staff diferente tudo diferente. 

No ano passado arrependi-me logo no segundo dia... ò meu Deus um hotel onde os animadores nem sequer demonstram entusiasmo, onde não há qualquer empatia com os clientes... que saudades do "meu" hotelzinho ali em cima na Falésia mesmo junto à praia! 

Mas este ano estou de volta e agredeço ao hotel pela consideração que teve pela facto de nós sermos "clientes habituais" agradeço mais ainda à S. na minha agência de viagens pela paciência para os meus pedidos e pela simpatia com que trata deles. 

Querem uma boa agência de viagens e agora passo publicidade sem que a mesma seja paga vão à Bojador Viagens!

Todas as minhas viagens são feitas através deles até mesmo AQUELA noite que é só para descansar e marcar aquele hotel básico até isso é feito através deles. 

 

Mais uma vez obrigada por me aturarem as neuras à D., S. e A. obrigada por estes anos todos e não são poucos, são 13 anos de convivência e mais uns quantos de amizade!  

 

12
Jul18

Consegui!

Ana Gomes

Há algum tempo que não usava aqueles jeans skinny porque não cabia dentro deles, tinha inchado imenso e andava a ficar deprimida porque não entrava dentro deles de forma alguma! 

Quer-se dizer entrar até entrava o problema era mesmo aperta-los que se tornava uma tarefa quase Herculeana e se o consegui-se fazer não me podia sentar. Por isso era pouco provável que as vestisse. 

Desde que fizemos análises e tivemos resultados assustadores em todos nós, decidimos que começariamos uma vida mais regrada, alimentação mais saudável, vida mais activa! 

O certo é que noto diferenças em mim e nos meus filhos.

 

1. Eu já consigo enfiar-me nas calças, aperta-las e sentar-me! Tudo no maior dos conforntos! YEEEAAAAHHHHH

2. Perdi peso (cerca de 3kg) e o meu filho mais velho o S. também perdeu 2 kg o que para nós é uma vitória! 

3. Todos lá em casa perdemos perimetro abdominal.

4. Sentimo-nos com mais energia 

5. Não dispensamos a bela da caminhada ou uns exercicios de cardio apropriados a cada um de nós gentilmente cedidos por um PT amigo que nos acompanha! 

 

Agora o lema é seguir em frente e continuar este nosso estilo de vida. Não sinto saudade dos açucares que cortamos radicalmente nem sequer do pão! 

Ah é tão bom sentir-me viva, conseguir subir as escadas do escritório sem que pareça que fiz uma maratona! 

 

11
Jul18

17 situações que acontecem quando montamos um móvel IKEA

Ana Gomes

ikea-leca.jpg

Foto retirada AQUI

 

Antes de começar este meu texto quero informar que não sou patrocinada em nada por esta querida empresa, nada tenho contra ela até pelo contrário sou uma fã deles, mas às vezes levam-me ao desespero! 

Assim sendo decidi dedicar-lhes este texto dos 17 pensamentos e fases que passei na montagem da minha bela cama BRIMNES

 

1. Vocês apaixonam-se por aquela cama, pensamos bem e ponderamos a compra, mas afinal qual o mal? Ela não nos fará chorar! E assim partimos para a comprar! 

2. Chegados a casa hora de colocarmos uma roupa confortável, tomar água e pensar que daqui a uns minutos tudo estará pronto! Aquele optimismo! 

3. Hora de começar a organizar o "Puzzle", parafusos, tábuas, tudo pronto para começar a montagem! 

4. Pegamos no livro de instruções e tentamos perceber uma coisa que nem texto trás e ficamos já exaustos e ainda nem começamos a montagem! 

5. Sério? Como é que é possivel parafusos, milhares de parafusos iguais terem tantas referências diferentes?

6. Os primeiros passos começam a ser dados, começamos a montagem e nada nos fará parar, pensamos que fomos feitos para isto e até poderemos ponderar uma carreira na IKEA.

7. Ao 5º passo encravamos! Ò meu Deus e agora? Onde fica este parafuso? Como o ponho lá e em que é que isto se vai transformar?

8. Chegada a hora critica, lemos e relemos o manual de instruções de novo, aparafusamos e desaparafusamos algumas vezes... são tentativas umas atrás das outras!

9. Pronto chegou aquele ponto de ruptura em que pensamos seriamente que não precisamos de cama para nada, mas para quê? Afinal podemos colocar um colchãozito no chão e dormimos bem na mesma! 

10. Parámos por momentos para fazer aquela chamada desesperada para um amigo para desabafar! Em quanto falas ao telefone olhas em volta e percebes que a tua casa está em pantanas, mas mesmo assim a cama da IKEA não irá levar a melhor! 

11. Depois da chamadinha, o 5º passo foi superado e conseguis-te perceber que afinal não é assim tão dificil! 

12. Quase no final percebemos que falta ali um parafuso pequeno algures mas que tu nunca o viste! Remexemos no meio do cartão, plástico e esferovite até encontrarmos o dito cujo.

13. É neste momento que entramos em estado de loucura e as lágrimas começam a apoderar-se de nós e a correr pelas faces! Por 1 parafuso pequeno que o nosso descanso fica pendente, não pode ser! 

14. Completamente esgotados, com dores de cabeça o trabalho está feito e aquela bela cama espera por nós.

15. Depois de tanto trabalho e cansados acabamos por tirar uma foto à NOSSA cama e partilhar o feito com todos nas redes sociais. Sentimo-nos orgulhosos do feito! 

16. Durante as próximas horas e mesmo dias não pensamos sequer em voltar à IKEA para ver ou comprar nem que seja uma manta. Isso é impensável!

17. Depois de todos estes pensamentos percebemos que ainda nos falta montar as mesas de cabeceira e o roupeiro! 

 

 

Quantos de vós já passou por isto?

 

03
Jul18

O que é ser Mãe?

Ana Gomes

Ser mãe é...

...perder noites de sono para dar de mamar.

...perder noites de sono quando estão doentes. 

...andar com o coração nas mãos quando vão pela primeira vez para a escola.

...perder a nossa privacidade na hora do banho!

...perder aqueles almoços e jantares relaxados e sem pressa.

...comer quase tudo frio porque eles precisam sempre de atenção.

...é ser melhor amiga deles.

...é ser psicologa, cozinheira, motorista. 

...é estar com eles nos bons e maus momentos! 

...é sorrir quando os vemos depois de um dia de trabalho por mais cansadas que estejemos. 

...é fazer asneiras com eles.

...é contar como faziamos na nossa infância.

...é deixa-los experimentar, deixa-los "cair" e ajuda-los sempre a levantar e seguir caminho. 

...é ter preocupações para a vida toda, mesmo quando eles já constituiram a própria família. 

 

Ser mãe é tudo isto e muito mais, é ter o carinho e sorriso dos nossos filhos todos os dias. É ter o privilégio de os ver crescer e tornarem-se adultos. 

Ser mãe é o melhor do mundo! 

29
Jun18

2016 foi o ano da mudança!

Ana Gomes

Estávamos a meio de 2015 era verão e eu sentia que tinha que mudar de vida! 

Tudo em casa me dava nervos, tudo me metia confusão e por mais arrumação que fizesse ou redecoração de espaço não conseguia o que queria. 

Em Agosto de 2015 duas semanas em casa com os filhos foram as suficientes para ler um livro de uma blogger (talvez a primeira que eu tenha lido) sobre organização. Conforme ia lendo ia arrumando aqueles espaços lá em casa, a vida começou a ser mais fácil, comecei a ter mais tempo. A casa começou a ter mais espaço, mais respirável.

Mudamos as decorações dos quartos, colocamos papel de parede e mudamos a mobília do nosso quarto que era escura por uma mobília branca. 

Começava uma nova etapa onde começava a entender o conceito de organizar, o conceito de minimalismo e onde começava a imperar o lema do menos é mais!

Assim passávamos de agosto a Março de 2016 tentando criar um ambiente agradável para 4 num pequeno T2. 

2016 ia ser o ano de viragem, eu tinha decidido que teria que ser mais organizada e com a casa quase ao meu ponto estava na hora de começar a organizar-me a mim, mas como? Não fazia a menor ideia de como o fazer, nada me agradava ou não me adaptava a nada que se lê sobre o assunto. Mas quando tudo parecia encaminhado eis que surge a reviravolta nas nossas vidas (hoje vos digo que para melhor). 

Depois de uma urgência com o mais novo a um hospital privado onde apanhei o pediatra dele nas urgências ouvi-lo dizer que o pequeno está com inicio de pneumonia voltei para casa em sobressalto. Depois do jantar o marido ao sair da mesa sentiu o chão molhado (sim, nós andamos descalços em casa). Quando começamos a verificar tínhamos águas por trás dos móveis, nos tetos começava a notar-se as pintas e por baixo do flutuante parecia uma nascente. 

 

Fiquei em alerta e comecei a associar todas as doenças infeções respiratórias do mais novo à situação das humidades.

Estávamos no inicio de Fevereiro quando depois desse final de semana de descobertas decidimos que nos íamos mudar o quanto antes, lá conseguimos em tempo recorde fazer a mudança sempre com a ajuda preciosa da minha mãe. 

Foi procurar, chamar o pintor mandar pintar e arranjar tetos e paredes e mudar-me. 

Fiquei feliz, primeiro porque o meu filho iria ter um ambiente saudável para morar, porque a casa era maior mas porque ia ter uma tela em branco onde poderia começar a organizar tudo de novo! 

Agora sim era para valer, organizar a minha casa do zero era o melhor que me poderia acontecer. Mais uma etapa depois da mudança onde destralhei milhares de coisas que não precisava e agora sim tudo estava encaminhado para começar uma vida bem mais calma e sem stress.

Depois de casa organizada, pequeno com a saúde a aumentar de dia para dia a começar a comer mais era hora de me organizar. Chegávamos a finais de Março (26/03) quando nos mudamos era final de semana de Páscoa e seria a melhor em todos os tempos. 

Casa nova, mobílias velhas mas tudo organizado. 

Estava pronta para pesquisar uma nova maneira de me organizar, não sei como falaram-me sobre Bullet Journal uma forma de organização pessoal. Decidi ir pesquisar sobre o assunto e assim começou uma paixão assolapada sobre este tema. 

Hoje em dia sou sincera uso um Planner que é feito por mim mensalmente onde vou colocando as coisas, mas de tudo o que passei nestes últimos anos foi o que mais me ajudou a organizar a vida. 

Comecei a ter tempo para mim, tempo para a família, ajudou-me a ganhar hábitos diários que agora são meras rotinas e tudo começou por causa de um pequeno livro da Mónica que em 2015 me fez querer ser organizada mas nunca na vida em Janeiro de 2016 quando escrevi este POST pensei que a minha vida mudasse tão depressa. 

Assim no espaço de 3 meses entre o post onde estava determinada a mudar a minha vida e organizar-me passei a ter uma vida organizada com tempo para tudo e todos. 

Obrigada a quem me falou do Bujo peço desculpa porque não me lembro quem foi, obrigada à Mónica pela dedicação com que escreveu o livro e a todos os que me seguem e fazer querer manter o blogue para vos ajudar a organizar e a ter ideias para o fazerem. 

 

 

 

 

 

27
Jun18

Vai uma semana...

Ana Gomes

Vai uma semana desde que ficou decido lá em casa que iriamos começar uma alimentação mais equilibrada. 

Eu já noto diferenças em mim, na minha roupa, na roupa do mais velhinho e na minha saúde. 

Passo a explicar, até pode ser de mim mas... 

1. Durmo muito melhor, sem insónias não sei se por ter cortado aos açucares. 

2. Perdi volume e perimetro abdominal (noto nas calças) e para isso bastou eu deixar os refrigerantes (coca cola), passamos a consumir água só água

3. Ando com mais energia mas tudo tem um senão... é que noto que o corpo parece que me pede açucar, parece que estou dependente do açucar. O que não deixa de ser verdade mas agora é seguir em frente e continuar o caminho do NÃO ao açucar. 

 

Quanto ao mais velho noto que ele também perdeu volume, anda entusiasmado com o facto de podermos fazer exercicio fisico, anda a comer bem melhor e andar a tentar perder muitos dos velhos hábitos. 

Hoje em casa da avó durante a manhã comeu uma torrada sem manteiga, comeu uma cenoura e um ovo cozido. Fiquei espantada mas orgulhosa dele. 

Já o mais novo anda-me a dar cabo da paciência para comer, come a sopa e pouco mais o resto faz birra. Vou ter de voltar a fazer sopa com carne ou peixe para ele porque senão não come as proteinas necessárias. 

Agora dia 29 há nova consulta para eles na pediatra para estipular um plano para além do que já fazemos, principalmente com o mais novo. 

 

Estou satisfeita por ver o meu pequeno entusiasmado com isto tudo, mas claro que também vale pelo que há nos armários e não havendo "porcarias" para eles comerem optam sempre pelo mais saudável.

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

instagram

Twitter

As minhas Leituras