Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Minha Vida e Eu

Desabafos, Organização, Costuras, Dicas, Viagens e Miúdos!

18
Abr19

Depois de me desfazer em compras...

Ana Gomes

Depois de tudo o que aconteceu desde o inicio deste mês praticamente tive de mudar o meu roupeiro... sim por incrivel que pareça não tinha uma peça preta, nem escuras o suficiente para fazer o luto.

Decidi então comprar roupa nova e digamos que gastei algum dinheiro em peças essenciais, calças, sapatos, camisolas, camisas, túnicas e casacos, mas como organizada que sou ontem dediquei-me a tirar tudo do roupeiro e toca a doar o que não vou querer nem usar e colocar as peças novas. 

Depois de ver o meu roupeiro em tons brancos, cinzas, azul marinho e preto achei por bem renovar o roupeiro (móvel) também! 

Ora pois bem como o dito cujo é daquela empresa sueca... lá fui eu para o site investigar os calceteiros extraiveis, gavetas, etc. 

Agora é só chegar à noite e colocar em prática o plano... tirar medidas aos 2 roupeiros ver o que cabe e não lá dentro e ver se consigo organizar do roupeiro grande também! 

Vai ser uma Páscoa em grande... aqui vamos nós à Ikea... mas online depois passo lá só para levantar a encomenda! 

A ver se vos deixo um antes e um depois das coisas estarem prontas! 

10
Abr19

E agora?

Ana Gomes

Sinto-me sem energia, parece que o que me fazia levantar de manhã desapareceu! 

Verdade seja dita os meus filhos são outra das razões que me fazem levantar, mas parece que tenho o mundo às costas... ora porque tenho de ter atenção à mãe, ora porque tenho de ter atenção aos meus irmãos, ora tenho de ter atenção aos sobrinhos ou porque tenho de ser actriz para os meus filhos quando só me apetece chorar! 

Por mais que nos confortem com palavras, abraços e beijos nada faz-nos superar a perda de um pai! 

Por mais que o marido me ligue várias vezes e me diga sempre "Se precisares de ajuda pede!" tudo é dificil. 

A adrenalina que corria nas veias todos os dias, que me fazia sair do trabalho a correr para o ir ver desapareceu, e com ela foi toda a energia. 

É doloroso voltar à minha rotina, muito penoso saber que cada vez que entrar na porta do escritório dele não o verei sentado na cadeira, não o ouvirei mais a chamar por mim! 

Mesmo depois de 3 meses fora da empresa, o que até já me poderia ter habituado mas agora é diferente... agora sei que ele não voltará! 

Não passou nem uma semana, passaram 2 dias desde o funeral mas a saudade é enorme! 

Estes dois últimos dias fizemos jantar em casa da mãe onde estivemos todos presentes, mas para mim faltava ali ao meu lado esquerdo uma das peças chaves da minha base de apoio! Falta-me ali aquele murmurinho a resmungar que o meu pequeno mais novo não come! 

Sinto muito a falta dele é doloroso, mais do que poderia imaginar. 

Já tinha sentido a perda do meu avô o único que conheci e não me recordo de tanta saudade e dor como agora! 

Sei que o caminho é para a frente, sei que tenho de fazer cara bonita e de forte para que nenhum de nós desabe mas é doloroso! 

Pai sinto a tua falta mais do que nunca, não te esquecerei e sempre recordarei o que de bom tivemos juntos. As nossas viagens a 6 (familia) para a alemanha de carro, as viagens de final de semana, os jantares, os aniversários, os finais de semana em tua casa na piscina mas o que mais me vai custar é continuar a fazer férias de verão no mesmo local e não te ver lá naqueles últimos dias que passavamos juntos! 

 

NOTA: O dia 5 continua a ser o mau olhado. 

5 Março 1972 - Avó Materna

5 Setembro 1994 - Madrinha (irmã da mãe)

5 Janeiro 2000 - Avô Materno

5 Maio 2000 - Tia Materna

5 Abril 2019 - Pai 

 

 

 

04
Abr19

7 bloqueios emocionais que não nos permitem destralhar

Ana Gomes

Durante anos... e desde que tenho casa 2006 até 2015 eu era avessa a ter de organizar ou destralhar. 

Tudo para mim tinha significado ou algum sentimentalismo. Mas no verão de 2015 nas férias de verão em casa decidi organizar e destralhar e foi incrível digo-vos! Foi a melhor sensação que tive na minha vida, parecia que tinham desaparecido toneladas de cima de mim. 

Depois deste tempo todo e mantendo-me organizada regularmente e com métodos que adequei a mim e à minha realidade (não me venham com sistema fly ou Marie Kondo), posso orgulhar-me de dizer que tenho a casa organizada, consigo desfrutar dela e da família. Mas também consigo identificar 7 bloqueios emocionais que tive durante imenso tempo. 

 

1. "As minhas coisas trazem-me recordações!" ninguém põe em questão isso... aquela carteira que comprou para um festa e que lhe trás lembranças mas já não a usa, tem mesmo necessidade de a ter? Pensando bem até lhe pode trazer recordações, mas o sentimento quando olha para ela ali a ocupar espaço é menos positivo do que queríamos. Está na hora de a doar ou vender! 

 

2. Excesso de compras online sou sincera, sofri de depressão pós parto e tornei-me expert em comprar online... cheguei a receber mais do que uma por dia e às vezes acabavam por ficar na garagem à espera que as abri-se! 

Por isso agora adotei o sistema de antes de comprar fazer certas perguntas como preciso? vai ser útil?  e acabo por não comprar na hora deixo passar mais um dia, depois volto a abrir o site e volto à pagina do que queria comprar... verifico o preço e quanto tempo preciso de trabalhar para comprar aquilo e continuo a pesar os prós e contras, a durabilidade do produto e a utilidade. Uma das últimas organizações em casa foi a minha gaveta das carteiras de onde de 15 malas fiquei com 5 malas e uma mochila. (uma mala de cada cor chega)

 

3. Evitar fazer certas tarefas sei que às vezes chegamos super cansados a casa mas há tarefas que podem ser tratadas no imediato. Não deixe acumular o correio ou os papéis para arquivar. Não comece um projecto e o deixe a meio só porque se cansou, se o vai fazer tenha em mente que tem de o acabar.

 

4. Coisas que NUNCA utilizamos sejam roupas, electrodomésticos, equipamentos de ginástica não os deixe ali num canto só porque os comprou num impulso. Esqueça isso, venda-os assim não perderá tudo! 

 

5. "Eu não valho para as coisas que tenho!" todos nós valemos para as coisas que temos, mas achamos que aquele casaco de marca XPTO é bom de mais para ir trabalhar e acabamos por o guardar à espera do momento! Esqueça lá isso, comprou é para usar seja no trabalho, ao fim de semana ou numa festa! 

 

6. Presos a heranças todos nós herdamos qualquer peça ou bibelot da avó ou da tia. Acabamos por achar que aquele conjunto de chá de porcelana Chinesa que custam "os olhos da cara" à nossa avó hoje é uma relíquia! Pois é mas as coisas não são bem assim... estas heranças hoje em dia não valem nada! O melhor é doar a uma loja de segunda mão ou tentar vender por um preço muito baixo.

 

7. "Continua a pagar..." é isso mesmo... têm pensamentos como "eu paguei muito dinheiro por isto!", "eu não quero desperdiçar dinheiro..." são alguns dos pensamentos que nos fazem ter bloqueios emocionais e não nos desfazermos de roupa, bens ou objetos! 

Esqueça o dinheiro... desperdiçar não o vai fazer até porque pode doar as coisas a instituições, dar a amigos que precisem ou vender! 

 

Vá lá está na hora de começar a destralhar... tirar a roupa dos armários e nem sequer se recordar que pagou 75€ pelos jeans pense se realmente valerá a pena ter roupa, os eletrodomésticos ou o que seja a atravancar a casa! Pense se o realmente faz feliz, abrir aquela porta que tem fechada por causa de não se ver a tralha! 

Está na hora de destralhar e quando começarem nem que seja pela pequena gaveta das meias vai ver que lhe sabe tão bem que vai continuar por aí fora até descobrir que tem mais espaço do que pensava em casa. 

 

03
Abr19

Os 4 essenciais para limpeza de primavera

Ana Gomes

Chegou a primavera e agora estamos todos a pensar organizar e mudar as roupas de inverno para meia estação e de verão. 

Não é tarefa fácil eu sei e chega até a ser cansativa, mas para mim há 4 coisas essenciais que tenho de fazer quando faço estas alterações e atenção eu tenho que organizar 3 roupeiros. 

Primeiro de tudo ao começar a organizar e a retirar tudo dos roupeiros vou de imediato separando a roupa que já não usaremos mais e que será doada. 

Segundo pego em toda a roupa pesada e mando-a a uma lavandaria para tratarem dela. Os casacos, os edredões, cobertores...

Terceiro ao começar a organizar tudo para a roupa de verão verifico sempre a roupa de praia se está em condições para ser utilizada nessa estação.

Quarto ao retirar tudo do armário aproveito para limpa-lo e acabo por deixa-lo aberto por um tempinho para refrescar. Quando recomeço a organização coloco saquinhos de cheiro novos para deixar tudo mais cheirosinho e agradável.

 

Aproveitem agora na Páscoa ou no feriado do 25 de abril e coloquem em prática estes 4 essenciais da organização. 

27
Mar19

Como organizar o Roupeiro?

Ana Gomes

Ora pois bem... mudamos de estação e como tal há que fazer mudanças no roupeiro... hora da limpeza como eu lhe chamo! 

Hora de tirar tudo e reorganizar o roupeiro! 

1. Tirar tudo do roupeiro... nem uma peça nem um cabide lá dentro. Aproveite e limpe o roupeiro por dentro.

2. Verifique bem toda a roupa que irá guardar... não lhe peço que pegue nela e sinta se lhe trás felicidade, o que vos peço é que olhem bem e notem se a usaram ou não no último ano pelo menos 1 vez que fosse. 

3. Ao colocar os cabides no roupeiro coloque-os com o gancho virado para fora, no ano seguinte ou na próxima estação saberá o que usou ou não! 

Ao colocarmos a roupa no roupeiro temos tendência a colocar o cabide com o gancho para dentro o que quer dizer que na proxima limpeza tudo o que tiver o gancho para fora é para doar! 

4. Investir em soluções de arrumação! Cabides, cestos, separadores! 

5. Fazer nas gavetas como uma ampulheta! Tire tudo e coloque o que estava no fundo em cima e o que estava em cima no fundo! Outra hipotese de guardar a roupa é dobra-la em trifólio e coloca-la ao alto na gaveta assim conseguirá ver tudo! 

6. Organizar por estilo ou peça (vestidos, casacos de malha, saias, calças...)

7. Deixar alguns acessórios com mais uso de fora, como colares, óculos de sol, lenços.

 

Vamos lá começar as organizações de Primavera?

 

26
Mar19

Obrigada Pai!

Ana Gomes

IMG_1993.JPG

 

Ainda cá estás, mas começamos a ver as coisas mal paradas e por isso decidi escerver-te hoje tudo aquilo que nunca te disse! Não te posso deixar ir sem te agradecer! 

Agradecer por todos os momentos em que precisei de ti e estavas lá, apesar de às vezes achar-te chato de mais! Trabalhar contigo não é fácil mas fez de mim uma pessoa mais rigorosa e metódica até mais perspicaz para certas situações.

Apesar de pouco demonstrares os teus sentimentos foi ao fim de 38 anos que te vi a primeira lágrima a correr no rosto! Vi-te vunelrável, com o medo nos olhos... o medo do incerto, do que por aí viria! O medo de saberes que poderia estar a chegar o fim!

No teu dia de anos voltei a ver as lágrimas, mas desta vez de felicidade por conseguires superar 3 semanas de internamento onde trataram de ti e te deram a esperança que por cá morreu no inicio de 2019.

Voltas 15 dias depois para Espanha, onde sentias confiança e onde querias ser tratado, mas de nada nos valeu levar-te mais uma vez para lá. Vimos-te 2x na unidade de cuidados intensivos, vimos-te mal, o que me fez deixar a minha familia para ir para os teus braços. Foi a minha pior viagem onde me vi sozinha nos aeroportos de lágrimas nos olhos! 

Regressas a Portugal na quarta feira de cinzas, já sem nenhuma esperança, agora como tu dizes "só resta esperar!" , uma espera angustiante para ti mas acho que muito mais para nós. Por sabermos que te vamos perder!

Olho-te nos olhos e lá no fundo sinto arrepios por entender que o teu olhar está perdido, vazio, desesperado mas de alguma forma descansado porque finalmente conseguis-te tratar de tudo o que precisavas tratar! 

Fizemos tudo ao nosso alcance para te ajudar, pelo menos para minimizar tudo o que por aí vinha! 

Vou ter saudades do teu sorriso! Vou ter saudades de te ouvir resmungar comigo no trabalho e de te ouvir dizer "não sabes fazer nada!" , vou ter saudades de te ver sorrir quando vês os teus netos, vou ter saudades de ouvir as piadas que de vez em quando tu dizias! 

Vou ter saudades das "nossas" férias no Algarve onde vinhas ter connosco para estar com os pequeninos! 

Simplesmente vou ter saudades... simplesmente fazes-me falta! 

Agora só me resta dizer-te mais uma vez..

"Pai amo-te e obrigada por tudo!" 

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Twitter

instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

As minhas Leituras