Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Minha Vida e Eu

Desabafos, Organização, Costuras, Dicas, Viagens e Miúdos!

A Minha Vida e Eu

Desabafos, Organização, Costuras, Dicas, Viagens e Miúdos!

Etiquetas para organização

Ana Gomes, 30.06.20

Sou dada à organização e gosto de ter tudo arrumadinho! 

Quem me conhece sabe bem disso e se algo está fora do sitio também eu fico um bocadinho "desarrumada".

Para organizar tudo como deve ser decidi que iria organizar tudo em caixas e com as devidas etiquetas para eu saber o que realmente ali está. 

Pensei como iria faze-las, comprar e escrever à mão? Não adorei a ideia, não que tenha uma letra feia mas não me via a fazê-lo. A primeira ideia que surgiu foi comprar etiquetas pretas a emitar a ardósia e fazer como já tenho em casa, mas não me agradava o facto de mais uma vez ter de escrever. 

Cheguei a fazer as etiquetas em Word a emitar a ardósia, escolhi o tipo de letra e toca a imprimir... para minha infelicidade o preto não sai assim tão preto. 

Numa noite em branco (deve ter sido para contrastar com o preto) lembrei-me que na empresa temos uma máquina que faz as etiquetas para as embalagens... ó meu Deus que brilhante ideia! 

Mal cheguei ao trabalho de manhã fui direta ao computador e elaborei as minhas etiquetas, todas do mesmo tamanho, autoadesivas, resistentes à água, em preto e com uma letra gira. Para além disso ainda fiz as etiquetas dos frascos de especiarias e condimentos. 

Querem ver? Aqui ficam! 

love and joy.png

 

Um sonho tornado realidade

Ana Gomes, 29.06.20

Há sonhos e sonhos... e depois há aqueles sonhos que sabemos que podemos realizar bem como os que sabemos que nunca irão acontecer, mas que nem por isso deixamos de sonhar! 

Desde pequena tive sempre um sonho em particular, mas que teimava em adiar em adulta porque já tinha o meu canto bem bonito e grande o suficiente para 2 pessoas que estão a ficar velhotas e os filhos a crescer para sair de casa. 

Mas nesta quarentena tive assim umas compras que semprei sonhei fazer... o aspirador vertical... de um já tenho dois! O limpa vidros automático, uma moppy (uma mopa a vapor), um ferro vertical... mas houve uma que me deixou entusiasmada... sim mais do que todas as outras. 

Apesar de ainda não ser minha (escrevo este post a 16/06/2020 pois vou deixa-lo agendado) já tenho poder de decisão sobre a mesma. 

Compramos uma casa, num condominio fechado, numa zona de Portugal onde tudo é calmo, não há stresses e onde a vida corre lentamente. 

Um local onde posso sair do trabalho e numa hora estar no meu refugio de campo a ver o rio! O meu paraíso na terra, onde me vejo a morar quando me reformar, onde me vejo todos os finais de semana seja inverno ou verão. 

Onde sinceramente já pensei em mudar-me para lá e fazer 2 horas de viagem por dia, mas depois caiu-me a ficha e pensei nos meus filhos, no quão cansativo seria e assim decidi ficar com a casa só para férias e finais de semana. 

Querem ver o pequeno refúgio? 

104384520_636792290522404_4196663029639080972_n.jp

Sonhem sempre muito, porque um dia os sonhso realizam-se! Sim mesmo que demorem eternidades! 

 

 

E agora que o ano lectivo terminou?

Ana Gomes, 26.06.20

Os miúdos cansados, os pais exaustos e os professore meu Deus nem se fala! 

Parabéns a todos os professores que aguentaram este stress todo de ter de ensinar os pequenos a partir de casa. 

Parabéns a todos os pais e familiares que nestes últimos 3 meses tiveram de deixar o trabalho ou conciliar trabalho com a escola em casa dos pequenos. 

E agora que terminou o ano lectivo? 

O que faremos?

Bem eu decidi que os meus filhos até meados de Agosto não farão trabalhos, nem revisões de matérias nada disso! 

Vão descansar e ser crianças... o que não puderam ser até agora por imposição deste maldito virus. 

Mais do que nunca eles merecem descanso e poderem ter um pouco de paz e sossego! 

Deixem os pequenos curtirem os dias e não fazerem nada! 

Eles merecem! 

 

Tarefas de final de semana

Ana Gomes, 19.06.20

Começa mais um final de semana e assim vamos nós trabalhar.

Fazer o quê? Quando me queixo de cansaço? Tratar do paraíso ora essa! 

Então aqui vai a lista de tarefas (na segunda digo que consegui ou não)

  • Organizar armários da cozinha
  • colocar candeeiros
  • organizar despenseiro
  • arrumar roupa de casa de banho
  • costurar os panos de cozinha
  • fazer o cesto do pão 

Não são assim tantas tarefas.

Nem quero saber do cansaço...

Ana Gomes, 19.06.20

O cansaço a mim nem me chateia, principalmente quando sei que vou para o meu paraíso! 

Depois de um dia de trabalho, daqueles dias que só queremos que acabem rápido, eu chego ao final dele e só penso "que se lixe, afinal vou às compras para ir para o paraíso!" 

Assim têm terminado os meus dias... cansada, de rastos mesmo que chego a casa e depois de jantar e arrumar cozinha estou a dormir no sofá... assim terminho os dias todos mas depois de 5 dias penso "que se lixe, afinal hoje vou para o meu paraíso!"

Mesmo que ir para o paraíso signifique que tenha de trabalhar, cozinhar, arrumar, limpar... não quero saber é o meu paraíso! O meu descanso! 

Quarta melhor compra já fora da quarentena!

Ana Gomes, 18.06.20

Pois é as compras continuam e mais uma vez arranjei um produtinho que andava à procura algum tempo. 

Um produto que me é útil em casa ou em viagem! 

Sim um ferro de engomar na vertical... e não é que aquilo funciona mesmo? 
Estava com um pouco de receio, mas fiquei surpreendida. 

É um pouco grande mas muito fácil de usar, tirar aqueles vincos nas camisas sem ter de montar tábua, ligar ferro, passar as camisas ou camisolas... isso acabou-se! 

Agora tenho um cabide na entrada do closet onde coloco a peça de roupa que tenho de passar ligo à tomada e está pronto a fazer milagres. 
Não fazendo publicidade comprei-o no site Planeta Huerto são super rápidos!

Esta pandemia está-me a fazer ver que afinal há muita coisa que podemos simplesmente simplificar... deixei de aspirar com aspirador de saco ou de água e comecei a aspirar a casa quando quero e preciso sem ter de andar a tirar tudo da despensa. Nada como um aspirador vertical. 

Passar o chão de casa também tornou-se tarefa super prática, com a Moppy (não passando publicidade) começou a ser mais rápido e prático faze-lo para além de que as madeiras ou cerâmicas não ficam húmidas por muito tempo. 

Não há excesso de água na mopa e limpa tão bem e a quente! 

Os próximos post serão sobre organização da casa, sim casa desde quartos, sala, cozinha, despensas e lavandarias! 

Prontos?

 

Ser professor(a)

Temos de valorizar todas as profissões!

Ana Gomes, 01.06.20

Bem sei que não sou a única a passar por esta situação e como eu estão milhares de pais neste país na mesma situação.

As aulas dos pequenos começaram pela tele escola, mas sinceramente não acho que seja algo que os entusiasme, mas pronto sempre aprendem alguma coisa de maneira diferente (ou não). 

Ao fim de uma semana de aulas sincronas do meu filho mais velho... notei a falta de aulas de história, mas como as coisas estavam um pouco no inicio não dei importancia. 
Um mês de aulas sincronas passaram e nada de professor(a) de história, começo a ficar preocupada e peço ao meu filho que esteja atento às aulas de história pela tele escola. 

Não estando eu em casa, pois tenho de vir trabalhar e sendo o pai a ficar com eles fiquei apreensiva. 

Recebemos um email dos coordenadores de sala a informar que a professora de história está de baixa por doença  e que o professor substituto recusou o horário! 

Comecei a magicar que só haverão mas 3 semanas de aulas... o que me leva a crer que em 3 semanas nenhum professor substituto venha a conseguir dar o resto da matéria. 

Bem comecei a pensar em soluções, pedir ao meu professor de história que é por acaso avô de um amiguinho do meu filho mais velho, pedir aos meus primos que são professores ou ao meu cunhado... mas depois decicidi tentar eu! 

Sempre gostei de história e adorava quando o meu professor desde o 7º ano ao 12º ano nos explicava as coisas e dava exemplos da vida real ou de algo que tivesse acontecido com ele.

Assim comecei a dar a economia em Portugal após a reconquista! Explicar a agricultura e a pastoricia e voltar aos meus tempos de adolescente quando ia para a escola. 

Explicar-lhe as feiras francas, os almocreves e os artesãos. 

Foi um reviver e ver o entusiasmo dele em quanto me ouvia. Fez perguntas e tirou dúvidas e chegou ao fim e diz-me "Mãe explicas melhor que a minha professora!" 

Ops... e agora? Será que a minha vocação era para professora?