Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Minha Vida e Eu

Desabafos, Organização, Costuras, Dicas, Viagens e Miúdos!

15
Jun19

O diário da minha depressão

Ana Gomes

Sei que para muitos isto é um tabu, mas para mim não. Depressão não é nenhum capricho é uma falha que temos depois de tempos infinitos a aguentar tudo e todos!

A depressão segue-me desde 2009 uma pequena depressão pré parto e em 2010 veio a chamada depressão pós parto. 

Não sei bem se por ter estudado na aerea (psicologia) que tenho aguentado as coisas relativamente bem e tenho conseguido gerir a minha vida com ajuda de medicamentos mais "levezinhos". 

Depois da depressão pós parto consegui reerguer-me e arranjar métodos para afastar a ansiedade que sentia antes uma crise, mas no ano passado em setembro a coisa descambou quando estava a conduzir, senti que ia morrer praticamente. No meio de uma autoestrada parei o carro tentei acalmar-me e liguei para a médica a pedir a medicação com urgencia porque não estava bem! 

Do outro lado ouvi a voz calma da minha médica de família a dizer-me "Já enviei mensagem vá já à farmacia, mas Ana dou-lhe os parabéns está a aguentar-se muito bem!" .

Fiquei com aquela frase na cabeça a tentar dar um sentido à minha vida e não querer recorrer a algo mais forte.

Desde essa altura tomo a medicação diariamente nas primeiras duas semanas, depois dias alternados... e agora já ia na fase do desmame final (como eu lhe chamo) em que só o tomava de 2 em 2 dias ou quando sentia necessidade. 

Mas desde que o meu pai faleceu à 3 meses atrás quase que as coisas têm vindo a piorar muito! Não sei se é por não conseguir fazer o luto em condições, se por ter sido privada de estar com ele 3 meses em quanto esteve em Espanha em tratamento, mas acho que é um pouco dos dois! E para ajudar ainda me cai tudo em cima de assuntos relacionados com o óbito porque nenhum dos meus irmãos quer dar uma ajuda! 

Com isto tudo ontem foi a gota de água quando a minha irmã e o contabilista meteram o bedelho numa venda que fiz! Criticaram e eu passei-me cheguei mesmo a dizer "fazem melhor? levantem-se e vão atender!".

Nesse momento passei a encomendei fechei tudo e sai pela porta e não voltei. 

Está decidido que não voltarei até me sentir em condições para tal. Não tenho que aguentar a empresa às costas como o faço desde Dezembro, não tenho que ficar ali restrita aquilo sem poder sair porque um irmão se lembrou que vai viajar nessa sexta, ou porque o outro saiu para ir comprar um carro novo e passou o dia no stand ou porque está lá outro que o facto de estar ou não é igual! 

Não aguento... ficaram coisas por fazer é verdade... mas agora serão eles a terem que as fazer lamenta-se! Que tratem da relação de bens, de levar documentos aos bancos, de passar cheques, de ir aos correios levar cartas e levantar o apartado... neste momento estou a marimbar-me para aquilo! 

Deito-me para dormir e passo a noite a sonhar com o meu pai... acordo cansada e cheia de dores musculares na zona lombar e nos ombros, stresso com tudo e ainda descarrego em cima dos meus filhos, não estou mais para isto acabou-se!

Passo os dias as chorar quando estou sozinha, a pensar em tudo o que tenho para fazer, a pensar no meu pai e o quão desiludido ele poderá estar comigo por não conseguir fazer as coisas.

Ontem quando cheguei a casa tive de recorrer a um medicamento de urgência que já não me lembrava de tomar desde o funeral do meu pai... eu só quero que isto passe!

Não quiseram saber quando dizia que estava a passar mal, um deles ainda sorria... agora quem se vai rir sou eu!

Eu avisei várias vezes que ia estourar que era muita coisa para mim, pedi para ajudarem mas nunca quiseram saber... agora quem não quer saber sou eu! 

Agora tenho que descansar, ficar em casa e deixar as coisas correrem, quando me sentir preparada se é que é possivel voltarei... se não for possivel lamenta-se!

 

11 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Twitter

instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

As minhas Leituras