Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Minha Vida e Eu

Desabafos, Organização, Costuras, Dicas, Viagens e Miúdos!

05
Mar20

Impossível ficar sem animais!

Ana Gomes

Fui criada sempre com animais em casa. 

Recordo-me que em casa da minha mãe tínhamos periquito aos montes, galinhas, coelhos, cães e depois ia para casa da minha tia e havia porcos e mais coelhos e mais cães... ou seja sempre vivi rodeada de animais.

Na primeira casa tivemos um chow chow linda super meiga mas muito dona de si! A maggie fez-nos as delicias de anos connosco, poucos mas bons, por infortúnio aos fim de 6 anos a pequena e doce maggie partiu.

maggie.jpg

Chorei baba e ranho, jurei a mim mesma que nunca mais na minha vida teria um cão ou qualquer animal de estimação. 

Achava eu... mas ao fim de 6 meses já tínhamos em casa uma cadelita rafeira fofa que foi criada juntamente com o meu filho mais novo... tornaram-se amigos inseparáveis.

Aqueles duas faziam as delicias da casa... 

11951858_1030857413621640_7639302578119679851_n.jp

Acabamos por ter de nos "desfazer" da bolinha por motivos de mudança de casa, imposição de senhorio que não poderíamos levar a pequena connosco. 

Graças a Deus conseguimos arranjar uma família que a adora e com quem ainda hoje mantemos o contacto por mensagens e vemos a pequena Bolinha. 

Mas claro que agora que a casa é nossa, as coisas começaram a mexer na minha cabeça. 
Os meus filhos pediam sempre um Pug e cada vez que passávamos na loja dos animais ao pé de casa entravam para ver os cães... sempre lhes disse que não, primeiro porque não acho piada aos Pugs, segundo porque sempre soube que o trabalho será sempre meu, mas...

Mas naquele final de semana de sonho... só que não... passei na loja dos animais com o mais novo e entramos... olhei para o Pug que lá estava sossegado. Perguntei ao senhor qual o melhor cão para apartamento e ele disse "Destes todos o pug por ser sossegado e amigo! Agora se quiser mobília nova leve um bulldog francês!"

O senhor ainda não tinha acabado a frase e eu já estava com o pug ao colo. 

Não resisti... apesar de não achar piada ao cão! 

Sou sincera estou rendida aquela bola de pêlo, que não ladra mas ressona... adora brincar e correr mas por pouco tempo e depois é a coisa mais meiga e sossegada que já vi! 

Para além de me ter surpreendido pela positiva, nunca tive um cão que me deixa-se tratar dele sem ter de lhe chamar a atenção várias vezes... este pequeno deixa escovar, colocar soro nos olhos, limpar os olhos e as patas... deixa dar medicação... um pequeno doce de pêlo! 

Melhor de tudo é ver a felicidade estampada na cara dos meus filhos e ouvir aquele riso maravilhoso em quanto brincam com o pequeno! 

 

26
Mar19

Obrigada Pai!

Ana Gomes

IMG_1993.JPG

 

Ainda cá estás, mas começamos a ver as coisas mal paradas e por isso decidi escerver-te hoje tudo aquilo que nunca te disse! Não te posso deixar ir sem te agradecer! 

Agradecer por todos os momentos em que precisei de ti e estavas lá, apesar de às vezes achar-te chato de mais! Trabalhar contigo não é fácil mas fez de mim uma pessoa mais rigorosa e metódica até mais perspicaz para certas situações.

Apesar de pouco demonstrares os teus sentimentos foi ao fim de 38 anos que te vi a primeira lágrima a correr no rosto! Vi-te vunelrável, com o medo nos olhos... o medo do incerto, do que por aí viria! O medo de saberes que poderia estar a chegar o fim!

No teu dia de anos voltei a ver as lágrimas, mas desta vez de felicidade por conseguires superar 3 semanas de internamento onde trataram de ti e te deram a esperança que por cá morreu no inicio de 2019.

Voltas 15 dias depois para Espanha, onde sentias confiança e onde querias ser tratado, mas de nada nos valeu levar-te mais uma vez para lá. Vimos-te 2x na unidade de cuidados intensivos, vimos-te mal, o que me fez deixar a minha familia para ir para os teus braços. Foi a minha pior viagem onde me vi sozinha nos aeroportos de lágrimas nos olhos! 

Regressas a Portugal na quarta feira de cinzas, já sem nenhuma esperança, agora como tu dizes "só resta esperar!" , uma espera angustiante para ti mas acho que muito mais para nós. Por sabermos que te vamos perder!

Olho-te nos olhos e lá no fundo sinto arrepios por entender que o teu olhar está perdido, vazio, desesperado mas de alguma forma descansado porque finalmente conseguis-te tratar de tudo o que precisavas tratar! 

Fizemos tudo ao nosso alcance para te ajudar, pelo menos para minimizar tudo o que por aí vinha! 

Vou ter saudades do teu sorriso! Vou ter saudades de te ouvir resmungar comigo no trabalho e de te ouvir dizer "não sabes fazer nada!" , vou ter saudades de te ver sorrir quando vês os teus netos, vou ter saudades de ouvir as piadas que de vez em quando tu dizias! 

Vou ter saudades das "nossas" férias no Algarve onde vinhas ter connosco para estar com os pequeninos! 

Simplesmente vou ter saudades... simplesmente fazes-me falta! 

Agora só me resta dizer-te mais uma vez..

"Pai amo-te e obrigada por tudo!" 

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Twitter

instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

As minhas Leituras