Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Minha Vida e Eu

Desabafos, Organização, Costuras, Dicas, Viagens e Miúdos!

08
Jul19

O diário da minha depressão #4

Ana Gomes

Mais uma semana começa e começo a mentalizar que no inicio da próxima regresso ao trabalho!

Não que não queira... até porque só irei trabalhar 12 dias e depois férias!

Mas começo a entender que vou entrar de novo no stress do dia a dia, começo agora a entender que tenho a minha casa de pernas para o ar pois neste mês que estive em casa desleixei-me por completo, por isso esta semana não será de descanso mas de tratar de tudo o que está pendente. 

Relação de bens do pai nas finanças, tratar do registo do apartamento em meu nome, arrumar e organizar a casa e o pior de tudo organizar o meu escritório que está um pandemónio!

Quanto ao meu estado sinto-me melhor, mais calma, relaxada. Sinto-me cabaz de voltar a enfrentar o touro pelos cornos!

Agradeço-vos a todos pelo apoio e carinho nestes dias dificeis! 

 

03
Jul19

O diário da minha depressão #3

Ana Gomes

15 dias se passaram desde que me enfiei em casa.

Agora medicada e mais calma. Irei manter-me por mais 15 dias em descanso e iniciarei o trabalho na ultima quinzena de Julho!

Sinceramente nunca quis e ando há 8 anos a fugir da medicação mas sinceramente noto mudança no meu comportamento e noto que os meus filhos andam muito mais calmos! Sim porque infelizmente eu descarregava em cima deles e do marido!

Vou-vos deixar por uns dias talvez meses ainda não sei bem, sei que prometi no instagram um post sobre o meu móvel da cozinha não está esquecido.

Prometo que vou passando por aqui e em setembro trarei novidades!

 

25
Jun19

O diário da minha depressão #2

Ana Gomes

Aproveitei estes 5 dias entre feriados e São João para passar uns dias no Algarve!

Decidi que não iria conduzir pois não me sinto capaz de grandes viagens de carro (atenção sou a única que conduzo)!

Mas sabem uma coisa... às vezes preferia ter guardado o dinheiro e ter ficado em casa... não que não estivesse bom porque até apanhamos uns dias maravilhosos... mas porque tudo me cai em cima... organizar, fazer malas, tratar de tudo!

Chegamos lá e eu é que desmancho a mala e guardo tudo em quanto todos os outros estão a descansar.

Várias vezes mencionei o facto de me sentir cansada de só querer estar deitada e dormir...

Na próxima já avisei que cada um trata da sua roupa, cada um faz a sua mala e trata das suas coisas... (duvido que vá acontecer... vou acabar por fazer tudo)!

Agora vou estender-me ali ao comprido por mais uns dias a ver se a coisa melhora! 

I hope so!

 

18
Jun19

O diário da minha depressão #1

Ana Gomes

Ando desde 2010 a tentar escapar... quase como uma missão impossivel que não consegui vencer!

Graças a Deus tenho uma médica que entende todos os sinais que lhe transmitimos sempre que lá vamos! 

Ontem tive mesmo de ir a uma vaga para ver se não dava em doida e mal a médica me viu perguntou-me:

"Então Ana?"

Eu sem mais nem menos ainda no corredor desatei num pranto e disse-lhe "Doutora não aguento mais... esgotou-se!"

"Mas então onde está a força da família, da mãe, dos irmão, a fortalhaça que levava tudo à frente?" - Perguntou-me!

Naquele momento as lágrimas corriam-me pelas faces descontroladamente e acabei por lhe dizer "a força da casa acabou-se! não consigo mais!"

Depois de alguns minutos em conversa com a médica saí de lá com o que tanto andei a evitar um antidepressivo!

Ao final do dia a minha mãe ligou-me para saber o que se passava e o que tinha dito a médica e contei-lhe tudo ao que ouço a minha mãe responder-me "pois lá se foi a nossa força!"

Nesse momento morri de novo... saber que ela precisa de força e ajuda e eu não a consigo dar! Sempre que precisei ela esteve cá por mais que lhe custa-se e eu não consigo ajuda-la agora! 

Choro todos os dias à hora que tiver de ser e onde estiver... não consigo esquecer o meu pai e pensar que o estou a desiludir está a matar-me por dentro. 

Tento ser feliz para que os meus pequenos não me vejam neste estado lastimável mas é quase impossivel.

É só mais um dia na minha vida... e é estranho que uma pessoa que sorri e está bem disposta constantemente é uma pessoa triste!

 

15
Jun19

O diário da minha depressão

Ana Gomes

Sei que para muitos isto é um tabu, mas para mim não. Depressão não é nenhum capricho é uma falha que temos depois de tempos infinitos a aguentar tudo e todos!

A depressão segue-me desde 2009 uma pequena depressão pré parto e em 2010 veio a chamada depressão pós parto. 

Não sei bem se por ter estudado na aerea (psicologia) que tenho aguentado as coisas relativamente bem e tenho conseguido gerir a minha vida com ajuda de medicamentos mais "levezinhos". 

Depois da depressão pós parto consegui reerguer-me e arranjar métodos para afastar a ansiedade que sentia antes uma crise, mas no ano passado em setembro a coisa descambou quando estava a conduzir, senti que ia morrer praticamente. No meio de uma autoestrada parei o carro tentei acalmar-me e liguei para a médica a pedir a medicação com urgencia porque não estava bem! 

Do outro lado ouvi a voz calma da minha médica de família a dizer-me "Já enviei mensagem vá já à farmacia, mas Ana dou-lhe os parabéns está a aguentar-se muito bem!" .

Fiquei com aquela frase na cabeça a tentar dar um sentido à minha vida e não querer recorrer a algo mais forte.

Desde essa altura tomo a medicação diariamente nas primeiras duas semanas, depois dias alternados... e agora já ia na fase do desmame final (como eu lhe chamo) em que só o tomava de 2 em 2 dias ou quando sentia necessidade. 

Mas desde que o meu pai faleceu à 3 meses atrás quase que as coisas têm vindo a piorar muito! Não sei se é por não conseguir fazer o luto em condições, se por ter sido privada de estar com ele 3 meses em quanto esteve em Espanha em tratamento, mas acho que é um pouco dos dois! E para ajudar ainda me cai tudo em cima de assuntos relacionados com o óbito porque nenhum dos meus irmãos quer dar uma ajuda! 

Com isto tudo ontem foi a gota de água quando a minha irmã e o contabilista meteram o bedelho numa venda que fiz! Criticaram e eu passei-me cheguei mesmo a dizer "fazem melhor? levantem-se e vão atender!".

Nesse momento passei a encomendei fechei tudo e sai pela porta e não voltei. 

Está decidido que não voltarei até me sentir em condições para tal. Não tenho que aguentar a empresa às costas como o faço desde Dezembro, não tenho que ficar ali restrita aquilo sem poder sair porque um irmão se lembrou que vai viajar nessa sexta, ou porque o outro saiu para ir comprar um carro novo e passou o dia no stand ou porque está lá outro que o facto de estar ou não é igual! 

Não aguento... ficaram coisas por fazer é verdade... mas agora serão eles a terem que as fazer lamenta-se! Que tratem da relação de bens, de levar documentos aos bancos, de passar cheques, de ir aos correios levar cartas e levantar o apartado... neste momento estou a marimbar-me para aquilo! 

Deito-me para dormir e passo a noite a sonhar com o meu pai... acordo cansada e cheia de dores musculares na zona lombar e nos ombros, stresso com tudo e ainda descarrego em cima dos meus filhos, não estou mais para isto acabou-se!

Passo os dias as chorar quando estou sozinha, a pensar em tudo o que tenho para fazer, a pensar no meu pai e o quão desiludido ele poderá estar comigo por não conseguir fazer as coisas.

Ontem quando cheguei a casa tive de recorrer a um medicamento de urgência que já não me lembrava de tomar desde o funeral do meu pai... eu só quero que isto passe!

Não quiseram saber quando dizia que estava a passar mal, um deles ainda sorria... agora quem se vai rir sou eu!

Eu avisei várias vezes que ia estourar que era muita coisa para mim, pedi para ajudarem mas nunca quiseram saber... agora quem não quer saber sou eu! 

Agora tenho que descansar, ficar em casa e deixar as coisas correrem, quando me sentir preparada se é que é possivel voltarei... se não for possivel lamenta-se!

 

07
Jun19

2015 a 2019

Ana Gomes

Hoje decidi verificar todos os meus destaques desde que inicei o blog no sapo! 

Recordo-me como se fosse hoje o meu primeiro destaque... Porque os filhos fazem birra era dia 24 setembro e naquele dia vinha aborrecida porque o mais novo tinha feito birra e decidi criar o blog no sapo e escrever sobre isso! 

Qual não é o meu espanto quando no dia seguinte vejo em grande destaque o post! Fiquei eufórica, animada, ansiosa... nem sei bem explicar. 

Desde aí foi sempre a andar apesar de ter estado "à espera" até Janeiro de 2016 para ter novo destaque. 

Vamos à listagem por ano... há links que não encontro, peço desculpa por isso! 

2016

Janeiro 

Santa Ignorânica

Fevereiro

Cinco da Manhã

Abril

Sem papas na língua

Casa nova... problemas velhos

Os tamanhos dos pratos aumentou... 

Junho

Orlando

Julho 

Obrigada Portugal!

Pokemon Go a nova moda lá de casa

Novembro

Sou pior que mulher desconfiada

Dezembro

Natal... o que é o Natal?

 

2017

Janeiro

O meu empenho em fazer o Bullet Journal

Março 

Uma lição para mim

Abril

Mais um final de semana prolongado

Junho

Quando somos apanhados de surpresa

Outubro 

Sou uma mãe orgulhosa e babada...

Dezembro

Tão de repente e estamos no Natal

Quando estamos a trabalhar e...

 

 

... aqui houve um interrupção de destaques... talvez porque deve ter sido uma fase em que só escrevia m#rda... não fui ver nem vou! Mas garanto-vos que o regresso foi em grande!

 

2018

Junho

Costa Vicentina - Um Paraíso

Julho

17 situações quando montamos um móvel da Ikea

Agosto 

O Regresso

Falta Muito para o verão de 2019 e tão depressa escrevia este post como chegava o verão 2019 ou não! 

 

... mais meio ano sem escrever nada de jeito... e um final de 2018 que foi uma desgraça só!

 

2019

Fevereiro

Práticas diárias que nos fazem ter mais tempo

Maio

9 erros que cometi quando me inicei na organização 

Junho

Segurem-se para não terem problemas!

 

Assim passaram quase 4 anos tão depressinha!

Já ri muito aqui convosco assim como já chorei muito a escrever alguns post!

O que conta em tudo isto são as pessoas que nos acompanham, nos "visitam" todos os dias, nos alegram em qualquer momento! São família!

Depois de 1879 post, 10867 comentários, 1143 reacções entre gostos e destaques o que me fica são os 263 seguidores que tenho... os poucos mas bons que diariamente ou regularmente por aqui passam para ler um pouco de mim! 

A todos vocês o meu muito obrigada por estes 4 aninhos, nunca tinha mantido um blog por muito tempo porque facilmente me desinteressava mas convosco foi amor à primeira vista!

 

 

 

06
Jun19

Segurem-se para não terem problemas!

Ana Gomes

Eu tenho uma empregada doméstica já há 10 anos... a mesma que a minha mãe! 

Mal ela começou a trabalhar comigo logo nos primeiros dias disse-me que se tinha magoado e que não sabia se ia meter ao seguro! 

Fiquei um bocado em pânico porque começava a morar sozinha naquela altura e pouco sabia sobre o que segurar! Disse-lhe calmamente que o podia fazer com receio que ela me pedisse a apólice! 
Confesso que só o fiz porque sei que ela é assim meio "sindicalista" e para não me aborrecer! 

Mal ela foi embora liguei ao meu mediador de seguros e questionei-o sobre o seguro de empregada doméstica, ele de imediato informou e fez o seguro na hora! A partir daquele dia sempre que ela me dizia "olha magoei-me vou para o seguro!" eu rapidamente dizia "estás à vontade queres a apólice e o local onde tens de ir?"

Quando se apercebeu que eu não estava a brinca com isso até porque uma das vezes deve ter visto o seguro na porta do frigorifico para pagar deixou de mandar estas bocas foleiras! 

Ontem, passados 10 anos de estar comigo a mulher "voou" 3 degraus de cabeça! Perguntei-lhe na hora se queria ir à urgência para fazer exames disse que não, mas ao final do dia liga-me a pedir a apólice porque não se sente bem! 

Resumindo, a mulher está toda pisada, na cabeça não tem nada, mas ficou com uma costela partida! 

Escrevo este post para que todos saibam que há seguros que realmente temos de ter... o de empregada doméstica é um deles! 

Precavenham-se porque por não termos seguros às vezes arranjamos sarilhos maiores e olhem que não fica assim tão caro anualmente.

04
Jun19

Como eu era infeliz

Ana Gomes

sabem aquelas recordações que aparecem no Facebook?!?

pois bem eu de cada vez que as revejo até me arrepio! Como é possível que eu fosse tao infeliz acerca de 5/6 anos atrás!???!???

cada vez que me aparece a dizer que tem memórias de há X anos atrás só rezo para que tenha fotos de viagens ou dos pequenos mas não... aparece sempre um comentário meu como post a reclamar de qualquer coisa ou de alguém!

A mandar bocas para terceiros!!! 

Sinceramente eu era mesmo infeliz nessa altura! Hoje sou a primeira a criticar e pensar que pessoas assim so

podem ser tristes mas eu já fui assim! 

Querem saber uma coisa? Ainda bem que consegui de deixar o rancor, a tristeza e aquela irritação de lado! 

Hoje posso afirmar que sou muito mais feliz desde que me desliguei das redes sociais e comecei a viver a minha vida sem que me importa-se com os outros! 

Como dizia um actor conhecido “Façam favor de ser felizes!”

 

Nota: Desligar das redes sociais não quer dizer que não vá lá espreitar mas deixei de postar a minha felicidade e a minha vida por lá!

23
Mai19

Agora tenho de começar a arranjar espaço!

Ana Gomes

Está quase no final mais um ano lectivo e para o ano tenho um pré adolescente com imensa matéria para estudar e imensos livros! 

Agora tenho de organizar o meu escritório de forma a conseguir ter espaço para os livros dele, ou organizar as prateleiras deles dos brinquedos de forma a que eles consiga colocar lá os livros. 

Sinceramente prefiro que seja no escritório para que ele se habitue que aquele espaço é onde ele estuda e onde terá tudo o que precisa. 

Ainda não estudei bem a situação mas vamos lá ver se nestes dias que irei ficar por casa devido a obras a coisa vai ao sítio! 

22
Mai19

Porque uma nunca vem sozinha...

Ana Gomes

Como não há uma sem duas... ou duas sem três... 

Depois de quatro meses em pânico por tudo o que meu pai passava e passou... depois de o perder e ao fim de 1 mês e meio outro susto! 

Ontem estava eu aqui no trabalho de manhã quando pelas 10:30 mais ou menos liguei ao marido. 

Conversamos um pouco e ele diz-me "não me estou a sentir muito bem, estou tonto!"

Não dei importância até porque o conheço e sei que é muito picuinhas, até que me recordei que ele no dia anterior tinha comido ovos! Liguei-lhe de novo e afirmei que ele tinha comido ovos. Logo de imediato ouço-o dizer "não eu não tenho vómitos nem enjoos, estou tonto e com formigueiro na mão esquerda e no lábio!"

Paniquei! (se é que esta palavra existe)

De imediato lhe disse para pedir a alguém que o levasse ao hospital ali ao lado às urgências. 

A sério que fiquei em pânico mesmo! 

Ele foi para as urgências foi atendido até que me diz já na hora de almoço que ia fazer TAC! 

Ok ok Ana calma... não vai ser nada... começo a pensar dormência pode ser coluna... ele tem-se queixado de dores lombares e tal... mas de repente mais uma vez soa um alarme dentro da minha cabeça... ele é Hipertenso! PQP! Saí a correr para o hospital.

Conclusão não me chegava o stress de ter perdido o pai há menos de um mês e agora esta! 

Chego às urgências e o rapaz com cara abatida, tem alta e toca a sair. No carro diz-me que hoje iria trabalhar! Insultei-o do pior, disse-lhe que nem se iria atrever a ir trabalhar durante os próximos 15 dias! 

Depois com calma expliquei-lhe como se ele fosse uma criança que o que ele tinha tido tinha sido um pequeno aviso para acalmar, deixar de fumar e começar a pensar na vida de outra maneira. 

Os exames da urgência indicam "infarto lacunar" ó meu Deus tanta asneira e eu sei saber bem o que é... depois de algumas dúvidas tiradas com enfermeiros amigos e um médico lá entendi que lá no fundo do cérebro do rapaz as coisas estão a trabalhar mal! 

Apesar de estar em casa a descansar a mim deixa-me em sobressalto deixa-lo sozinho!

Agora é hora de exames médicos pormonorizados, de o rapaz descansar e ver se eu vou ter sossego um dia que seja! 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Twitter

instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

As minhas Leituras